Capitão do Exercito Brasileiro Geraldo Borba Soares

2074

No Boletim do Departamento Geral de Pessoal, no qual consta a promoção a Capitão Geraldo Borba Soares.

Um mandaguariense que nasceu na Vitória do Alegre e que ingressou nas fileiras do Exército no ano de 1984; Cursou o Curso de Formação de Cabos no mesmo ano, sendo o primeiro colocado geral;

Cursou, neste mesmo ano, o curso de formação de sargentos temporários obtendo o segundo lugar geral, numa turma de 12 alunos e, promovido a terceiro sargento temporário no ano de 1985.

No ano de 1987 após prestado um concurso a nível nacional, foi aprovado na Escola de Sargentos das Armas, em Três Corações Minas gerais, ingressando naquele estabelecimento de ensino no ano de 1988 e, em novembro daquele ano, concluiu o referido curso, galgando o sétimo lugar, numa turma de 288 alunos, sendo promovido a graduação de terceiro sargento de carreira.

Em 1994 promovido por antiguidade a graduação de segundo Sargento. No ano de 1996 após concurso, foi aprovado no Curso de Preparação para o CAS e cursou, na cidade de Cruz Alta-RS, no Centro de Instrução de Aperfeiçoamento de Sargentos, o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos, sendo classificado em décimo segundo lugar, numa turma de 157 alunos.

No ano de  2002, foi promovido a graduação de Primeiro Sargento por merecimento.

No ano de 2008, foi promovido a graduação de Sub Tenente, por merecimento.

No ano de 2012, foi promovido ao Posto de Segundo Tenente, ingressando no Quadro Auxiliar de Oficiais

No ano de 2014, foi promovido ao Posto de Primeiro Tenente e Finalmente, nesta data, com a graça Deus e o reconhecimento do Exército, promovido ao Posto de Capitão. Trata-se do último posto previsto para quem ingressou na carreira das armas como praça.

Medalhas que possui

– Medalha de Praça mais distinta do ano de 1984

– Medalha de Bronze referente a Dez anos de bons serviços prestados ao Exército Brasileiro

– Medalha de Prata referente a Vinte anos de bons serviços prestados ao Exército Brasileiro

– Medalha de ouro, referente a trinta anos de bons serviços prestados ao Exército Brasileiro.

– Medalha do Pacificador, concedida a militares, civis e estrangeiros como reconhecimento da força pelo serviço prestado.

– Medalha Corpo de tropa de bronze, por ter passado mais que quinze anos em unidade de corpo de tropa.

–  Medalha Corpo de tropa de prata, por ter passado mais que vinte anos em unidade de corpo de tropa.

–  Medalha Corpo de tropa de ouro, por ter passado mais que trinta anos em unidade de corpo de tropa.

-Medalha Ozório o Legendário, por ter, durante mais de vinte anos mantido o conceito excepcional em Teste de Aptidão Física a que fora submetido

– Medalha do Mérito Brigada Guarani, instituída pela 15 Briga da Infantaria Mecanizada que destacou o militar em sua Unidade como integrante da força Guarani.

“Foi graças a minha querida esposa ROSILENE FATOBENE SOARES, que amargou duras horas de sofrimento e de solidão para que eu chegasse onde cheguei e graças a ela que me acompanha nesses 34 anos de luta que sou o que sou. Agradeço a Deus por ela e pela minha querida família: minhas filhas DANUBIA PAMILLA SOARES, DENISE ISADORA SOARES, minha neta ISABELA meu genro RODRIGO e minha querida sogra CLOTILDE que na ausência minha esteve presente com minha família e é claro minha mãe FOLRIZA MARIA BORBA SOARES que nunca deixou de acreditar em meu trabalho. Todo minha família, e principalmente minha querida esposa tornaram-se o esteio de braço forte e mão amiga nessa minha labuta”.

Palavras de  GERALDO BORBA SOARES, Capitão, filho de Mandaguari cidade que ama e que sem sombras de dúvidas que SE DEUS É BRASILEIRO é PORQUE É MANDAGUARIENSE NATO.

Este foi um breve histórico de um  grande homem, um mandaguariense  exemplo a ser seguido,

Parabéns  Sr. Geraldo Borba Soares,  Capitão do Exercito Brasileiro.

 

Compartilhar