Filho é suspeito de provocar a morte do pai em Jandaia

2032

A Polícia Civil de Jandaia do Sul, que investiga a morte do Sr. Helio Daniel, de 71 anos, acredita que o idoso tenha sido agredido pelo filho antes de morrer.

Segundo o delegado, Dr. Gustavo de Pinho Alves, o filho da vítima é o principal suspeito.

Ainda segundo o delegado, de acordo com a investigação, a vítima teria realmente sofrido algumas quedas em via pública mas não teria chegado em casa (trazido por amigos) com ferimento na cabeça.

A lesão na cabeça teria ocorrido no quintal da residência. A esposa da vítima disse que o marido, que estava embriagado, passou a xingá-la, quando o filho interviu e entrou em luta corporal com o pai. Quando ela saiu para fora da residência viu a vítima com um facão na mão e já com o ferimento na cabeça.

A esposa disse que Hélio sentou numa cadeira do lado de fora da residência, e ela passou a cuidar de seu ferimento na cabeça e, depois ele se levantou e entrou na residência, vindo a cair no cômodo onde veio a óbito.

Segundo o delegado a vítima morreu de traumatismo craniano.

Ocorrência registrada pela Polícia Militar

A Polícia Militar foi acionada às 3h05 da madrugada deste sábado (2) na Rua Maravilha, Jardim das Flores, onde o SAMU solicitava a presença da equipe pois havia um senhor em óbito, sendo a pessoa de Hélio Daniel, de 71 anos , que perguntado a sua esposa, a mesma relatou que dois homens trouxeram ele de algum bar próximo, e que ele teria caído e batido a cabeça devido ao uso excessivo de álcool, que resultou num corte na região da cabeça, e que após algumas horas o mesmo veio a óbito, constatado pelo SAMU.

Diante dos fatos foi acionado a Polícia Civil e o IML e isolado o local.

Ainda segundo a PM, havia muito sangue espalhado na residência.

Compartilhar