PRF retém em Mandaguari veículo de Autoescola, após várias denúncias de direção perigosa

728

O condutor recusou a se submeter ao teste de alcoolemia. Além da multa pela recusa, outras quatro foram extraídas

Na manhã desta quinta-feira, 29, por volta das 10h, defronte a Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal, PRF, no km 201 da BR 376, após receberem várias denúncias de direção perigosa, os agentes da PRF abordaram um veículo Honda City com placas de Itapevi-SP, pertencente a uma Autoescola, conduzido por um homem de 40 anos.

Iniciado a fiscalização, os agentes constataram que haviam irregularidades tanto no veículo como em seu condutor. O veículo estava com um dos pneus liso, sem equipamentos obrigatórios e um dos faróis queimados.

Quanto ao condutor, ele se negou a submeter-se ao teste de alcoolemia e dirigia com sua CNH cassada.

Questionado, ele afirmou que saiu de Maringá-PR e tinha como destino a cidade paulista de Itapevi, local sede da autoescola, onde é funcionário. Sobre as denúncias, disse que em determinado trecho da rodovia entre Sarandi e Marialva, após uma “fechada” de uma carreta, conseguiu abordá-la e acabou discutindo com seu condutor.

Porém, o condutor desta carreta não parou na Unidade da PRF para registro do ocorrido.

Foram extraídas notificações para o veículo que somadas, ultrapassam quatro mil reais, além de novas restrições para a obtenção da CNH do condutor.

O veículo foi retido e encaminhado ao pátio conveniado da PRF em Maringá, onde permanecerá até a completa regularização. Já o condutor foi liberado para seguir viagem.

Compartilhar