Homem morre com tiro na cabeça na prainha de São João do Ivaí

1698

(Berimbau) Em São João do Ivaí, a Polícia Militar e a Polícia Civil, foram acionadas para atender uma ocorrência próximo da conhecida “Prainha” no trecho com a Água da Jabuticaba”, que é um local de lazer e que fica às margens do Rio Ivaí.

Marailton José da Silva, é a vítima, e tinha 54 anos, morador de Godoy Moreira. Ele levou um tiro na cabeça e morreu. Sua esposa foi ao Posto da Polícia Rodoviária de São João, que fica na saída para São Pedro do Ivaí e pediu socorro. Imediatamente uma viatura da Polícia Militar e o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, base São João, foram ao local. A esposa relatou que eles estavam na Prainha, ela o marido, a filha e uma criança, onde havia cerca de 100 pessoas.

Também que foram a um barzinho, momento em que um homem negro chegou perto de Marailton e ofereceu 100 reais para ele “cantar” algumas meninas que se encontrava no local. “Ela disse a este individuo, que o seu marido não podia fazer isto, pois era casado. Momentos depois este mesmo acusado derrubou, propositalmente, a lata de cerveja de seu esposo, que não falou nada, simplesmente, virou as costas e saiu. Ao irem embora, em determinado ponto do trajeto, notaram que eram seguidos por uma motocicleta vermelha, com dois homens, sendo que um deles ela reconheceu pela camiseta e pele negra. Ainda disse a seu esposo para abrir passagem, pois a moto queria passa.

No instante em que a motocicleta começou a ultrapassagem, o ”garupa” sacou um revólver e efetuou um tiro no vidro traseiro lateral, vindo a atingir a cabeça de seu esposo, que perdeu o controle e caiu em um pequeno barranco”,informou o boletim da Polícia Militar. Naquele instante, tentamos socorrer meu marido, mas os indivíduos da motocicleta fizeram meia volta e dispararam dois tiros para o alto. Então corremos  para o mato. Depois que eles foram embora, recebemos ajuda de uma pessoa de Godoy Moreira, onde moramos, que passou pelo local”, informou a esposa. A agente da Polícia Civil, Aline, da Delegacia de São João do Ivaí e também a equipe do Destacamento local, soldado Léo e Eliane, com apoio de outros municípios, foram para o endereço atender a ocorrência. Também foi acionado o IML – Instituto Médico Legal, de Ivaiporã.

Compartilhar