Mulher pega táxi de Apucarana para Cambira e não paga

556

Cambira 23h20min / Noticiada Mulher, 36 anos 

Um taxista da cidade de Apucarana relatou a Polícia Militar que após ser acionado por funcionários do UPA de Apucarana para uma corrida, foi até o referido pronto atendimento onde uma mulher solicitou que ele a levasse até a cidade de Cambira.

Ao chegar no endereço final da corrida, a cliente entrou em uma residência e, após aproximadamente trinta minutos saiu afirmando que o dinheiro não estava ali e precisava ir até a casa de um terceiro para buscar, no entanto saiu e não mais voltou.

A equipe munida das características da mulher, iniciou patrulhamento e logrou êxito em abordar a pessoa de 36 anos, que prontamente foi reconhecida por ele como a passageira.

A mulher por sua vez, disse que não teria como quitar a dívida no valor de cinquenta reais referentes ao transporte.

O taxista manifestou interesse em representar contra a autora, sendo conduzidos para lavratura do termo circunstanciado, porém, durante a confecção do BOU, o solicitante devido os prejuízos já evidenciados, do tempo decorrido desde o início de sua corrida até o desenrolar da ocorrência e por ter que recusar outros clientes, optou em não mais representar naquele momento contra a autora.

Foi informado sobre o prazo decadencial de seis meses para posterior representação.

Compartilhar