Polícia Militar e Ministério Público deflagram Operação Delta

724

A “Operação Delta” foi deflagrada nesta quinta-feira (10/06) pela Polícia Militar em conjunto com o Ministério Público da Comarca de Colorado, após 10 (dez) meses de investigações e trabalhos de Inteligência conduzidos pela Agência Local de Inteligência do 4° BPM, com suporte da Agência Regional de Inteligência do 3° CRPM, e apoio da Agência local de Inteligência da 9a CIPM, nos municípios de Maringá, Londrina, Colorado, Paiçandu, Sarandi, Munhoz de Melo, Astorga, Marialva, Arapongas, Querência do Norte, Santa Cruz de monte Castelo e Santo Inácio.

A operação teve como objetivo combater crimes de tráfico de drogas, roubos e homicídios, principalmente na região dos municípios de Maringá, Colorado e Londrina, onde o nome da Operação “Delta” faz referência a essas três regiões.

No decorrer dos 10 meses de trabalho, além da constatação da existência de grupos envolvidos no tráfico de drogas nas regiões citadas, foram constatados também “tribunais do crime” e prováveis participações em homicídios ocorridos em Colorado e região. Devido as ações preventivas e ostensivas da Polícia militar, vidas que seriam “julgadas” em tais “tribunais do crime”, foram salvas.

Além disso, foram identificadas disputas territoriais para o tráfico de drogas e a existência de associação de pessoas para a prática de roubo de caminhões e cargas em rodovias.

Como resultado a Operação Delta possibilitou o conhecimento de grupos de pessoas envolvidas na prática de diversos delitos, cometidos nos municípios da região, sendo que diversos integrantes desses grupos investigados foram identificados e detidos em ações realizadas durante a Operação. Por fim, das ações de inteligência realizadas, foi possível assessorar o planejamento e a realização de ações que atenuaram os índices de criminalidade e, consequentemente aumentaram a sensação de segurança da população no norte e noroeste do Paraná.

Resultados da deflagração da operação nesta data (10/06):
✅ 45 mandados de prisão cumpridos;
✅ 11 mandados de busca e apreensão cumpridos;
✅1 Fuzil M4 556;
✅1 Pistola .380;
✅15 pares de placas;
✅5 Jamer;
✅17 Celulares;
✅3 hts;
✅2 balanças de precisão;
✅3 coletes balísticos;
✅Munições 556 e 380;
✅1 bolsa com Miguelitos;
✅1 veículo Amarok (recuperado).
Resultados anteriores durante os 10 meses de trabalho:
✅ 30 presos;
✅ 08 menores apreendidos;
✅ 797,5g de maconha;
✅ 731,9g de crack;
✅ 602,9g de cocaína;
✅ 02 revólveres cal. 22;
✅ 01 revólver cal. 32;
✅ 03 revólveres cal. 38;
✅ 02 espingardas cal. 22;
✅ 01 espingarda cal. 36;
✅ 01 pistola cal. 635;
✅ 01 pistola cal. 9mm;
✅ 86 munições;
✅ 11 aparelhos de telefone celular;
✅ 06 veículos apreendidos (sendo 2 caminhões);
✅ R$ 12.391,00 em espécie;
✅ 03 óbitos em confronto com a polícia;
✅ 63 mandados de prisão expedidos.

A Deflagração da operação contou com o emprego de 160 policiais militares das seguintes unidades: 3° CRPM, 4° BPM, 5° BPM, 8° BPM, 11° BPM, 3a CIPM, 5a CIPM, 7a CIPM e 9a CIPM.

Disque denúncia: 181

Compartilhar