“Histórias no Baú” doou estruturas de bibliotecas e realizou contação de histórias em Mandaguari

Ação aconteceu em escolas públicas do município para estimular o hábito da leitura

356

O projeto educativo “Histórias no Baú” realizou, entre os dias 1 e 8 de abril de 2024, a entrega gratuita de um acervo com livros e brinquedos educativos em escolas públicas de Mandaguari (PR). Além da estrutura, as escolas também receberam contação de histórias.
A contação de história começou com a apresentação do baú, que estava cheio de magia e de objetos cênicos que complementam a história, como um coração que representa o amor, que sempre é lembrado em diversas histórias. Foram diversos objetos até chegar nos livros, onde foi apresentada a importância da leitura e esse foi o grande presente que as crianças receberão para propagar as histórias.
As estruturas entregues contam com acervo de 40 exemplares de livros infantis, 20 brinquedos e jogos educativos, 20 fantoches que auxiliaram a contação de história e um kit de tapetes de EVA colorido grande em formato de quebra-cabeça, que acomodou o público e ambientou o espaço.
Lei de Incentivo à Cultura, o projeto “Histórias no Baú” tem a produção da Walkmar Produções, apoio da Webka, com patrocínio da Romagnole, uma das maiores fabricantes de produtos elétricos do Brasil, que anualmente apoia projetos de cultura e outras frentes via incentivo fiscal, e realizado pelo Ministério da Cultura, Governo Federal União e Reconstrução.
“O projeto “Histórias no Baú” está em sintonia com os valores da Romagnole por contribuir para a melhoria da educação pública e estimular a imaginação e criatividade das crianças”, afirmou a coordenadora de Gestão de Pessoas da Romagnole, Aparecida Nogueira Bravo.

Instituições que receberam as estruturas e oficinas:

Escola Municipal Francisco Romagnole Júnior
Escola Municipal Dr. Ary da Cunha Pereira
Escola Municipal Professora Angelina Teixeira Pinheiro
Escola Municipal Yolanda Cercal da Silva
Escola Municipal Bom Pastor
Escola Municipal Walter Antunes Pereira
CMEI Drª Renata
CMEI Mickey
CMEI Tio Patinhas
CMEI André Malacário
CMEI Professora Terezinha Zanoni
CMEI Casa da Amizade

Sobre a Romagnole: Há 62 anos produzindo e comercializando soluções para o setor elétrico no Brasil e no exterior, a Romagnole tornou-se uma referência não só pela eficiência e qualidade dos seus produtos, mas também pela sua forte atuação na área de responsabilidade social e sua contribuição para o desenvolvimento humano e econômico das comunidades nas quais está inserida. Ao apoiar este projeto e facilitar o acesso à cultura para os alunos da rede pública municipal, a empresa reforça seus vínculos com a comunidade local, fortalece os princípios e valores da companhia e reafirma seu compromisso com o desenvolvimento social do município.

Sobre o Ministério: A principal ferramenta de fomento à Cultura do Brasil, a Lei de Incentivo à Cultura contribui para que milhares de projetos culturais aconteçam, todos os anos, em todas as regiões do país. Por meio dela, empresas e pessoas físicas podem patrocinar espetáculos – exposições, shows, livros, museus, galerias e várias outras formas de expressão cultural – e abater o valor total ou parcial do apoio do Imposto de Renda. A Lei também contribui para ampliar o acesso dos cidadãos à Cultura, já que os projetos patrocinados são obrigados a oferecer uma contrapartida social, ou seja, eles têm que distribuir parte dos ingressos gratuitamente e promover ações de formação e capacitação junto às comunidades. Criado em 1991 pela Lei 8.313, o mecanismo do incentivo à cultura é um dos pilares do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac),que também conta com o Fundo Nacional de Cultura (FNC) e os Fundos de Investimento Cultural e Artístico (Ficarts). Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura.

Contato para pautas:
Vira Comunicação – contato@viracomunicacao.com.br
Isabelle Mancini – isabelle.mancini@viracomunicacao.com.br – (19) 99228-1535
Sophia Castro – sophia.castro@viracomunicacao.com.br – (19) 99186-4616

Fotos: Jean Cley

Compartilhar